Notícias

Resultado das urnas não deve preocupar corretores de seguros

Mesmo diante da perspectiva de baixo crescimento da economia, os corretores de seguros não precisam temer o próximo ano e os resultados das eleições.

“Os brasileiros continuarão comprando produtos, carros e seguros”, disse Stephen Kanitz, consultor de empresas, durante a palestra “Cenário político e econômico para o Brasil no próximo governo”.

Segundo ele, mesmo em cenário correlato, com crescimento do PIB em 1%, cerca de 10% das grandes empresas conseguiram incrementar seu lucro em até 30%; já no caso das pequenas e médias, as variações são maiores.

Eleições

A menos de 20 dias para os resultados das eleições, o conferencista disse acreditar que tanto a vitória do presidenciável Aécio Neves (PSDB) quanto a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) não provocará fortes solavancos na engrenagem do País, porque ambos os partidos comungam de ideias parecidas, que ele classificou de nacional socialismo: acreditam no capitalismo controlado, supervisionado, com agências reguladoras. “Não temos um partido progressista, que favoreça os administradores, os criadores, os corretores de seguros”, afirmou.

Kanitz ressaltou ainda as transformações que o Brasil vem sofrendo como a transferência do dinheiro para as classes populares, a migração de recursos das grandes para as pequenas cidades, do Sudeste para o Nordeste, dos homens para as mulheres, da meia idade para os mais jovens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *